Apresentação Apresentação Contato Contato Home Page Home
Estatuto Regimento Patronos Fotos e Fatos
Brasil - São Paulo - SP
 


Visitas desde 09/02/2007:


Diretoria Pro-Tempore




“NON OMNIS MORIAR”
Não morrerei por inteiro!

O aforismo idealizado para representar o sentido e pensamento da Academia Paulista de Medicina Veterinária – APAMVET será o seguinte: “non omnis moriar”, cujo significado na última flor do Lácio, como Olavo Bilac – “o Príncipe dos Poetas Brasileiros” denominou o idioma português é “não morrerei por inteiro”.

Com essas orgulhosas palavras Horácio concluiu sua Coletânea de Odes, no ano 20 d.C. certo de que sua obra lhe granjearia a imortalidade poética. A frase, ainda é famosa e citada para representar “status” de notoriedade imorredoura entre poetas e intelectuais de todos os tempos: o de uma obra superar, por sua fama, os limites, aparentemente, intransponíveis da morte de seu autor.

Por extensão esse apotegma, também, tem sido aplicado a quem conquistou notoriedade digna da imortalidade, por outro feito notável – não necessariamente de caráter poético e literário – ou mesmo, banalmente mortal, a propósito da lembrança que alguém ilustre deixou após sua morte.

E-mail.: [email protected]
© APAMVET - 2008
Academia Paulista de Medicina Veterinária
Todos os direitos reservados. all rights reserved
[email protected]
Ensino da Medicina Veterinária e Educação Superior



O recente comunicado do "Newsletter da Assessoria de Imprensa da USP" divulgou os resultados da avaliação dos Cursos de Graduação Superior do Brasil e nessa avaliação realizada pela Editora Abril, os dois Cursos de Veterinária da USP [Campus Universitário Armando de Salles Oliveira - São Paulo/SP e do Campus Universitário Fernando Costa - Pirassununga/SP] tiveram excelente classificação - obtendo os cinco pontos, que caracterizam a melhor nota.

Para chegar as conclusões consideradas o Guia do Estudante, analisou 141 Curso de Graduação Superior da Universidade de São Paulo, dos quais 121 foram classificados com cinco estrelas, considerada a nota máxima. O resultado completo da análise será publicado no Guia do Estudante Profissões Vestibular 2018, à disposição dos leitores nas bancas de Revistas e Jornais,a partir do dia 16 de outubro.

-----> Leiam o link anexado: Os cursos de Veterinária bem avaliados no Guia do Estudante...


-----> Clique aqui para conferir a lista completa dos cursos avaliados...

06 de setembro de 2017 às 19h59


No momento o assunto de nossa Classe Profissional e dos Acadêmicos da APAMVET relaciona-se ao Ensino Graduação Superior de Medicina Veterinária, variando seus temas desde a pendenga da criação de Cursos a Distância – EaD da Veterinária, até as dificuldades que assola os destinos e rumos da Universidade de São Paulo. No trajeto e discorrer de problemas, vai se passando de forma superficial, e às vezes ate se aprofundando nas mazelas da produção e comercialização da carne de consumo nacional ou na sua exportação. Assim sendo, para que a Classe Veterinária tenha conhecimento da problemática do controle financeiro e funcional da Universidade de São Paulo, Instituição que ainda ocupa a primeira posição entre as congêneres Latino-Americanas [com a FMVZ/USP ocupando a 38ª posição entre os cursos de Veterinária distribuídas pelas nações de todos os continentes].

Recomendo que leiam as notícias apresentadas com muita atenção e meditem sobre os conceitos apresentados, não dispensando a abertura de outras notícias relacionadas ao assunto e mencionadas no texto.

-----> Leiam e divulguem as informações...

25 de março de 2017 às 20h33


Ao se considerar a atual situação do Ensino de Graduação Superior em Medicina Veterinária, ensino que sofreu uma considerável explosão numérica desses Cursos nas últimas décadas>: 192 cursos no Brasil, com no Brasil (192 no Brasil) e, particularmente, no Estado de São Paulo onde se registram 27,6% desses Cursos de Graduação Superior, devidamente aprovados pelo MEC (53 registrados nas estatísticas do CFMV). Tal magnitude numérica de Instituições de Ensino Superior, não encontra à disposição um número adequado de professores bem formados para se atingir a desejada excelência da Educação Superior. Pois de acordo com normas do MEC o Ensino de Graduação deve obedecer aos ditames bem caracterizados, para a Medicina Veterinária na Resolução CNE/CES nº 1, de 18 de fevereiro de 2003, que instituiu em seu Art. 1º “as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Medicina Veterinária das Instituições do Sistema de Ensino Superior”. No texto legal foi determinado que os conteúdos essenciais para o Curso de Graduação em Medicina Veterinária devem levar em conta a formação generalista do profissional. Assim sendo, é logico que o ensino deve suprir todas as matérias que são de responsabilidade do profissional da Medicina Veterinária e especificadas na lei Lei nº 5.517, de 23 de outubro de 1968 que em seu Art. 1º caracteriza que o exercício da profissão de médico-veterinário obedecerá às disposições da presente lei e, que no Art. 5º. Estabelece a competência privativa do médico veterinário o exercício de inúmeras atividades e funções a cargo da União, dos Estados, dos Municípios, dos Territórios Federais, entidades autárquicas, paraestatais e de economia mista e particulares. Assim seno só se formara na nossa profissão que estudar e tiver sucessos nas aulas de todas as matérias definidas nas Diretrizes Curriculares Nacionais aprovadas pela Resolução CNE/CES nº 1/18/02/2003.

Todavia, atualmente os estudantes preparados para o ingresso nas Faculdades de Medicina Veterinária são estimulados pela propaganda de Instituições de Ensino Superior, que prometem a formação em áreas especializadas, quase sempre representadas pela graduação do Veterinário em apenas uma espécie animal, em detrimento do aprendizado em matérias fundamentais para o exercício profissional. O sistema CFMV/CRMVs têm sistematicamente se colocado contra essas maléficas atitudes, objetivando sempre uma Educação Superior que gradue excelentes profissionais para o atendimento da sociedade.

Assim sendo, endossamos e apoiamos a posição tomada pela Presidência do CFMV no vídeo que anexamos a essa notificação.

-----> Video do youtube - com amanifestação do Presidente do CFMV...

13 de março de 2017 às 19h33


Eis mais uma noticia que demonstra a contrariedade da Classe Veterinária e suas Entidades representativas em abominarem as decisões emanadas do MEC e das Instituições de Ensino Superior para implantarem no Brasil a Educação a Distância EaD no Ensino Superior de Graduação em Medicina Veterinária.

Apoiem essas decisões e divulguem as decisões tomadas pelo sistema CFMV/CRMVs contra a eventual possibilidade dessa implantação devastadora para a Medicina Veterinária.

-----> Leiam mais acessando o Link...

05 de março de 2017 às 20h33


A necessidade de se discutir e difundir conceitos do ensino de graduação em Medicina Veterinária e o esclarecimento de conceitos fundamentais da Educação Superior no Brasil ficou claro e bem fundamentado durante a reunião plenária realizada sob os auspícios do CRMV-SP no último dia 31 de agosto de 2016. Pois, durante a realização da Reunião de Entidades de Classe da Medicina Veterinária e Zootecnia, sessão inclusa na 15ª Edição da Pet South América, no debate sequencial à Palestra do ilustre Presidente do Conselho Regional – Med. Vet. Mário Eduardo Pulga, ficou aparentemente esclarecido que o fulcro de inúmeras questiúnculas que assolas as atividades profissional dos Veterinários estão embasadas na problemática do Ensino de Graduação da Profissão e nas deficiências do Ensino e da formação profissional dos graduados.

Para marcar de forma bem definida a nossa nova empreitada divulgaremos, um boa noticia, veiculada pela imprensa [jornal O Estado de São Paulo] e disseminada pela mídia eletrônica e apresentando ao novo “ranking” das Universidades 2016, apresentado pelo QS World University:

No QS World University Ranking 2016, a USP pulou 23 posições e figura na 120ª colocação. Mas, pelo 2º ano consecutivo, segue atrás da Universidade de Buenos Aires. [Ana Carolina Moreno, do G1 / 05/09/2016]

USP sobe e alcança sua melhor posição na história de ranking mundial

Depois de dois anos consecutivos de quedas, a Universidade de São Paulo (USP) pulou 23 posições e atingiu uma colocação recorde na edição de 2016 do QS World University Ranking, divulgado na tarde desta segunda-feira (05/09/20167).

O ranking internacional listou, neste ano, as 916 melhores instituições de ensino superior do mundo. A Universidade de São Paulo (USP), que mantém o posto de melhor universidade brasileira, ficou na 120ª posição.

Pelo quinto ano consecutivo, a melhor universidade do mundo, segundo o QS, é o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês)

-----> Leiam mais acessando o Link – USP sobe 23 posições em ranking das melhores universidades

09 de setembro de 2016 às 21h33






 
Home | Apresentação | Administração | Eventos | Academicos | A Profissão | Academia Brasileira | Publicações | Contato