Apresentação Apresentação Contato Contato Home Page Home
Estatuto Regimento Patronos Fotos e Fatos
Brasil - São Paulo - SP
 



Visitas desde 09/02/2007:


Diretoria Pro-Tempore




“NON OMNIS MORIAR”
Não morrerei por inteiro!

O aforismo idealizado para representar o sentido e pensamento da Academia Paulista de Medicina Veterinária – APAMVET será o seguinte: “non omnis moriar”, cujo significado na última flor do Lácio, como Olavo Bilac – “o Príncipe dos Poetas Brasileiros” denominou o idioma português é “não morrerei por inteiro”.

Com essas orgulhosas palavras Horácio concluiu sua Coletânea de Odes, no ano 20 d.C. certo de que sua obra lhe granjearia a imortalidade poética. A frase, ainda é famosa e citada para representar “status” de notoriedade imorredoura entre poetas e intelectuais de todos os tempos: o de uma obra superar, por sua fama, os limites, aparentemente, intransponíveis da morte de seu autor.

Por extensão esse apotegma, também, tem sido aplicado a quem conquistou notoriedade digna da imortalidade, por outro feito notável – não necessariamente de caráter poético e literário – ou mesmo, banalmente mortal, a propósito da lembrança que alguém ilustre deixou após sua morte.

E-mail.: [email protected]
© APAMVET - 2008
Academia Paulista de Medicina Veterinária
Todos os direitos reservados. all rights reserved
[email protected]
PATRONOS DA APAMVET

O Professor Doutor René Straunard, Patrono da 1ª Cadeira da APAMVET é um dos ícones da Veterinária Brasileira e particularmente da nossa profissão no Estado de São Paulo. Idêntico destaque, pelas significativas contribuições científicas, humanas e sociais merece iguais encômios seu dileto discípulo e um de seus primeiros assistentes o Professor Ernesto Antônio Matera (Patrono da 5ª Cadeira de nossa Academia). O Professor Doutor Ernesto Antônio Matera, em junho de 1962, em Sessão Solene da SPMV-Sociedade Paulista de Medicina Veterinária apresentou o necrológico do Mestre da Cirurgia Paulista e Brasileira René Straunard, falecido em São Paulo no dia 15 de maio de 1962. O texto do laudatório foi, posteriormente, apresentado e Publicado na Rev. Fac. Med. Vet. S. Paulo - Vol. 7, fase. 1, 1963-64. Este texto e, no momento transcrito na pagina da Academia Paulista de Medicina Veterinária.

-----> Leia mais, clique aqui...

09 de outubro de 2014 às 21h42


PATRONOS


1ª Cadeira - René Straunard - Mais Informações . . .

2ª Cadeira - Adolpho Martins Penha - Mais Informações . . .

3ª Cadeira - Leovegildo Pacheco Jordão

4ª Cadeira - Paschoal Mucciolo

5ª Cadeira - Ernesto Antonio Matera

6ª Cadeira - Mário D’Apice - Mais Informações . . .

7ª Cadeira - José de Fatis Tabarelli Netto

8ª Cadeira - Armando Chieffi

9ª Cadeira - Orlando Marques de Paiva

10ª Cadeira - Cadeira Oswaldo Domingues Soldado - Mais Informações . . .

11ª Cadeira - João Barisson Villares

12ª Cadeira - René Corrêa

13ª Cadeira - Euclydes Onofre Martins

14ª Cadeira - Angelo Vincenzo Stopiglia

15ª Cadeira - Adayr Mafuz Saliba

16ª Cadeira - Emilio Varoli

17ª Cadeira - Sebastião Nicolau Piratininga

18ª Cadeira - Moacyr Rossi Nilsson - Mais Informações . . .

19ª Cadeira - Dinoberto Chacon de Freitas

20ª Cadeira - Sebastião Timo Iaria

21ª Cadeira - Uriel Franco Rocha

22ª Cadeira - Geraldo José Rodrigues Alckmin

23ª Cadeira - Romeu Diniz Lamounier

24ª Cadeira - João Soares Veiga

25ª Cadeira - Quineu Correia

26ª Cadeira - Décio de Mello Malheiro

27ª Cadeira - Paulo de Castro Bueno

28ª Cadeira - Carlos de Almeida Santa Rosa

29ª Cadeira - Plínio Pinto e Silva - Mais Informações . . .

30ª Cadeira - Raphael Valentino Riccetti




 
Home | Apresentação | Administração | Eventos | Academicos | A Profissão | Academia Brasileira | Publicações | Contato